Tempo para sonhar

[Maggi Krause]

E se, de repente, aparecesse para mim o Gênio da Lâmpada, modelo top de linha, daqueles que concedem três polpudos desejos? Acho que os meus seriam todos iguais… tempo, tempo, tempo. Afinal, fica mais fácil resolver o que fazer com essa dádiva divina depois da terrível hora da escolha! Já percebeu que tempo nunca é demais, não sobra, jamais parece ser suficiente?

A vontade é de me transformar numa mulher 30 horas, feito um famoso banco brasileiro… ué, será que porque agora eu uso a internet pra tudo ganhei 6 horas a mais automaticamente e nem percebi? Pra onde foram aquelas 2 horas que deixei de gastar no trânsito todos os dias? Sumiram… Como já dizia o filósofo, tempo foge! Pois é, corremos atrás dele e ele não nos dá uma folguinha!

Veja como os desejos a seguir, sonhados por mães equilibristas de variadas profissões e idades, na maioria das vezes tocam no assunto:  tempo para os filhos, tempo para o lazer, tempo para o marido. Tempo para se dar ao luxo de não fazer nada e ser mais feliz!

Sabe qual presente que eu adoraria receber no dia das mães? Uma secretária super hiper megaeficiente, que cuidasse de todas as chatices: pagasse as contas, sacasse o salário da empregada, supervisionasse o trabalho da empregada, fizesse as compras no supermercado, fizesse a lista de compras, devolvesse os DVDs na locadora, comprasse pão fresquinho todo dia, comprasse presentes para as festinhas de aniversário, jamais esquecesse de enviar as peças de sucata que a escola pede… Assim eu teria tempo para SÓ trabalhar e cuidar das meninas, o que já seria sensacional!
Flávia P.,
editora de gastronomia, filhas de 5 e 3 anos.

Mais diversão e menos trabalho,
mais dinheiro e menos contas pra pagar,
mais idas ao parque e menos idas ao pediatra,
mais tempo na TV e menos tempo no computador,
mais calcinhas de renda e menos de algodão,
mais Contigo e menos Exame,
mais pizza e menos alface.
E queria que todo o resto continuasse exatamente do jeito que está,
complicado assim mesmo…”

Patrícia De L. P. L.,
administradora de empresas, filhas de 5 e 2 anos, boadrasta de um menino de 8

“O meu presente de dias das mães é ter mais tempo para me cuidar. Passar mais tempo na academia, ter mais energia pela manhã e menos preguiça na hora de passar cremes e creminhos. Ou seja, deixar o trabalho quinze minutos mais cedo e ir tomar um “drink” (um suco, já que não bebo) com os amigos.”
Fernanda M.
, jornalista, filho de 10 meses.

Meu pedido é ter uma tarde durante a semana só para bater perna no shopping: andar bem devagar, jogar conversa fora com alguma amiga, tomar um café com biscoitinho com calma, ver as novidades na livraria sem correria, saber da “última moda” pelas vitrines das lojas de roupas (e não apenas pelas revistas). Tudo isso com uma condição: sem culpa por ter deixado o trabalho ou por não estar com a Luísa nessas horas.”
Renata P. L., administradora com mestrado em antropologia, filha de 10 meses.

Sonho com uma viagem para a Europa ou para o Chile. Detalhe: com tudo organizado, eu só precisaria ir para o aeroporto Internacional de Cumbica, e embarcar!
Cinthia de A. L. C
., arquiteta, mãe de 2 meninos.

Gostaria de ganhar alguns dias com 48 horas para ter mais tempo para meu filho! Acho que este é o desejo de todas nós, mães equilibristas!”
Patricia B.
, assessora de imprensa, um filho de 3 anos.

Pediria 15 kg a menos, além de cortina, colcha, lençóis e almofadas novas para o meu quarto, bem floridas e alegres. Com estes presentes me sentiria renovada!”
Daniela de L.

“Peço que meu filho seja um ser humano digno, correto, generoso, corajoso, carinhoso e que consiga passar aos seus filhos esta mesma herança que eu recebi e tentei passar a ele, pois creio que tendo isto você consegue o que sempre buscamos:  a felicidade!”
Mônica P
., profissional de marketing, filho de 14 anos.

“Bem, eu tenho dois motivos para pedir um presente especial no dia das Maes: SOU MÃE e é meu aniversário. Estou sonhando com uma semana  inteirinha em um spa maravilhoso, sendo paparicada o dia inteiro, só recebendo carinho.”
Ana K.
, empresária, dois filhos.

“No dia das mães quero que ninguém me peça nada! Que eu não tenha que cuidar de ninguém! Que não tenha que dividir minha atenção com ninguém! Quero um sossego acompanhado das pessoas que amo, que nesse dia não precisarão de mim para nada.
Dá pra entender? Um dia sem pratos pra equilibrar!

Suzi R.
, autônoma, filho de 14 anos.

Ter tempo para cuidar do espírito e do corpo, e poder emagrecer mais ou menos uns cinco quilos!”
Amara Lousiene S. P.
, enfermeira, uma filha de 5 anos.

“O que eu gostaria de ganhar no dia das mães? Certamente seria TEMPO. Mas não seria para me dedicar mais a algo que não consigo em um dia normal ou para ficar mais com os meus queridos filhos e marido (e – definitivamente – também não seria para terminar aquela apresentação que está pendente). Quem trabalha fora sabe que, nos dias de hoje, até a ida ao cabeleireiro já virou uma tarefa a mais. Queria mais tempo para fazer NADA. Sabe, uma horinha por dia para esvaziar os pensamentos e ouvir a própria respiração? Pois é, adoraria gastar esta horinha com bobagens sem nenhum propósito e planejamento.  E com todas as coisas menos nobres que toda mulher a-do-ra: falar ao telefone com uma amiga, assistir um programa de tv bem ‘sem conteúdo’ tipo ‘como reformar a sua casa em 1 semana”; sei lá, andar mais devagar, comer mais devagar, parar para olhar a paisagem.”
Candice P.
, assalariada, filhos de 3 e 1 ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s