Loretto vai a Paris

[Márcia Carini]

Mal saí da sala do chefe, liguei para o meu marido: “Olha, você vai ter que arranjar uns dias de férias e um dinheiro também: em novembro, nós vamos viajar para a França”.

Eu tinha acabado de saber que faria a cobertura jornalística de uma feira em Paris e nem cogitava a possibilidade de ficar longe do Loretto (então com 1 ano e meio de idade). O Maurício, que é tão maluco quanto eu, topou na hora.

De maneira geral, as pessoas (colegas de trabalho, familiares e amigos) olharam bem torto para a gente. “Tem certeza? Vôo internacional…ele é tão pequeno. E se ficar doente, e se doer o ouvido?…”. Sei que essas preocupações são válidas. Mas com o Loretto, a coisa é diferente: ele está com a gente o tempo todo, em qualquer lugar, a qualquer hora e topa qualquer parada. Come de tudo (e bem!) e nunca chora. E ele já falava tudo – portanto, se sentisse alguma dor, saberia expressar o que doía. Outro ponto importante: o Maurício segura as pontas como pai – ele dá banho, troca fralda, dá comida, tem paciência – então, poderia ficar tranqüila enquanto estivesse trabalhando.

No avião, como o Loretto paga só 20% da passagem, teoricamente ele ia ter que ficar no meu colo. Felizmente, o vôo não estava cheio e ele conseguiu um lugar só para ele ao meu lado. Conversou com as pessoas ao redor, dizendo que ia a Paris, comeu e dormiu. Só acordou no dia seguinte, para tomar o café da manhã. Já em Paris, quando saímos pela primeira vez nas ruas, ficou extasiado com as cores das árvores e corria sobre as folhas caídas no chão. Era outono. Meu trabalho começaria na segunda-feira, mas eu cheguei na cidade na sexta anterior. Só cometemos um erro: não levamos carrinho. O que significava, em vários momentos, ter que carregar o Loretto nos braços. No domingo fomos à Galeria Lafayette e compramos um carrinho guarda-chuva, bem levinho.

Também no domingo, fiz o check in no hotel pago pela empresa. O Maurício e o Loretto pagaram um extra para se hospedar no mesmo quarto que eu. O Loretto mamava pela manhã (ah, sim…ele mama no peito ainda – sou adepta da amamentação prolongada…), eu tomava banho, café e ia trabalhar. Maurício e Loretto começavam então sua rotina preguiçosa: tomavam café tarde, o Loretto tomava banho de banheira, eles preparavam um lanche para levar à rua e saíam. Viajar com criança pequenina significa percorrer o Louvre inteiro em minutos, mas passar horas brincando com uma pombinha na rua. Dessa forma, o Maurício zanzava de acordo com o humor do Loretto. Por volta das 15h, invariavelmente, ele dormia no carrinho e o Maurício continuava pela rua, caminhando.

À noite, quando eu chegava, ele já estava todo agasalhado para nosso terceiro turno: cada dia escolhíamos um restaurante diferente. O Loretto ficava acordado até uma da manhã, num frio de 2 graus. Colocávamos o plástico protetor no carrinho e ele achava aquilo o máximo. Nas mil e uma escadas de metrô de Paris, o Maurício segurava o carrinho com o Loretto dentro – sim, isso é cansativo.

Quando a feira acabou, a gente ficou em Paris mais dez dias aproveitando um restinho de férias. Viajamos de trem até Borgonha e, lá, alugamos um carro. Puxa, que diferença – quando a gente tem um carro, se sente bem mais em casa, pois pode carregar aquele monte de tralhas que uma criança pede: carrinho, bolsinha de trocar, suco, pão…até brinquedo.

Na volta, no avião, o Loretto teve que ficar no meu colo. O vôo estava cheio. Como na ida, o Loretto comeu, explorou um pouco o espaço e dormiu. Na manhã seguinte, o rapaz que sentava ao nosso lado fez o seguinte comentário: “Nossa, eu nunca durmo em avião e, quando vi vocês chegando com o bebê, pensei que ia ser uma noite terrível… Mas vendo como o pequeno dormia gostoso e até ressonava, eu acabei pegando no sono também. Foi meu melhor vôo!”. Isso nos encorajou: agora é o Maurício que vai a uma feira na Alemanha. Já reservamos nosso vôo e o aniversário de dois anos do Loretto vai ser comemorado na Europa. Depois eu conto tudo!

Márcia Carini é jornalista, estudante de chinês e editora do site www.casa.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s