Licença para ser mãe

[Flávia Braia Rosa]

Sempre quis ser mãe. Fiz esta escolha há muitos anos, sem qualquer conflito ou dúvida.Estava certa do que queria, mas por se tratar de um assunto em que a natureza deve atuar, não sabia exatamente quando e como a maternidade se materializaria. Por outro lado, fui extremamente focada e determinada em tudo que dizia respeito à minha vida profissional e por escolha, apesar de ter uma profissão liberal, me inseri, desde cedo em grandes organizações, o que significa dizer que sempre tive horários pouco flexíveis e jornadas de trabalho bastante longas.

Meu trabalho e as empresas em que trabalhei, inclusive onde trabalho hoje, jamais foram empecilhos para que eu buscasse na maternidade a minha grande realização pessoal. Nunca me senti obrigada a escolher entre uma coisa e outra e isso porque acreditei e acredito que as duas podem caminhar juntas. Considero que a minha gravidez aconteceu, contando com os planos divinos, que não podemos racionalmente interpretar, na hora certa. Imaginei-me, nesse momento, apta emocional e profissionalmente a gozar da oportunidade de afastar-me do meu cotidiano e de minha vida tão corporativa, tão inflexível, tão cronometrada, tão racional, sendo convidada a vivenciar a grande aventura de estar fora do mundo que até o momento era meu velho conhecido.

Vivi então minha grande experiência! Dormi profissional atolada de compromissos e projetos importantes e acordei, literalmente, mulher grávida cuja função naquele momento era única e exclusivamente “gestar” e isto porque, de forma imprevista, tive de me afastar do trabalho, permanecendo em repouso por dois meses antes da Stella, minha filha, nascer. Naquele momento, considero que minha LICENÇA PARA SER MÃE havia começado… Estava autorizada a dedicar-me exclusivamente a meu maior projeto.  Deu medo de não sobrar nada do que até então preenchia repetidamente os meus dias de mulher de uma geração que se preparou e continua se aprimorando para ser excelente no aspecto profissional. Dia-a-dia, com o apoio irrestrito do meu marido e da empresa em que trabalho, senti que, de fato, viver aquela experiência era uma grande oportunidade, ainda mais considerando que escolhi ser assalariada para um dia poder gozar da licença, sem conflitos.

Após o nascimento da Stella, foram alguns dias até eu acessar irremediavelmente a mãe que já vivia dentro de mim e cheguei a acreditar que seria  mais fácil enfrentar qualquer situação cabeluda pela qual havia passado ao longo da minha carreira a lidar com as atribuições que ganhei com a maternidade. Era tudo muito complicado, troca de fraldas, mamadas, chorinhos persistentes… sem contar passar uma noite inteira acordada com a neném no colo!!  Teria feito uma loucura? Mas, como num passe de mágica, tudo se descomplicou, passei a ouvir e a entender as necessidades da minha pequena como ninguém. Sem nenhuma dúvida, os momentos mais prazerosos da minha vida foram vividos durante a licença-maternidade, curtindo as surpresas diárias que só um ser que acaba de chegar a este mundo pode nos proporcionar. Passeava com minha filha em plena tarde de verão, ouvia música no quartinho que carinhosamente preparei para ela, tomava o sol da manhã ao lado dela… A licença-maternidade foi uma verdadeira oportunidade de viver a emoção de encontrar, conhecer e reconhecer a verdadeira mulher que sou, a minha essência.

Passados quase 5 meses do nascimento da Stella e já de volta ao trabalho, sou uma interessada iniciante na arte de equilibrar a vida pessoal e a vida profissional e acredito de verdade que o doce período durante o qual desfrutei exclusivamente das delícias de ser mãe foi enriquecedor, além de ter sido fundamental para minha filha. Entre tantas outras questões, fiquei mais corajosa e mais confiante, além de mais objetiva e prática! Hoje, preciso dar conta de resolver meu dia de trabalho a tempo de sair pontualmente ao encontro da minha pequena Stella, que espera sua mãe, por inteiro, para sua 2ª e sagrada jornada do dia!

Flávia Dini Braia Rosa é advogada e mãe de Stella.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s