Meu mês de julho

[Mães equilibristas]

Veja como se transforma a rotina das mães neste mês de julho!! Leia os comentários de profissionais assalariadas e autônomas.

“É realmente muito difícil conciliar tudo… as crianças ficam na casa da vovó durante a semana (onde têm liberdade para brincar bastante e comer coisas que só ela sabe fazer!) e aos sábados e domingos procuramos compensá-los com algum passeio gostoso, um filme legal todos juntos e acima de tudo muita atenção.

É incrível, mas apesar da falta que sei que elas sentem de “mamãe e papai” estão tão habituadas ao nosso ritmo de vida que estranham mesmo é quando estamos com elas!” Adriana Ruta Real, gerente de marketing, filhos de 7 anos e 1 ano.

“Acredito que, quando possível, criança precisa ter férias. Minha empregada, que cuida do meu filho no período da manhã, antes dele ir para a escola, fica em período integral durante os meses das férias. Ela brinca com ele e incentiva seu contato com outras crianças, indo ao parquinho do condomínio e fazendo piqueniques na minha casa.” Patricia Buarque, assessora de imprensa, filho de 3 anos.

“Por ser autônoma, procuro diminuir o meu horário de trabalho no consultório e tiro uma semana de folga para fazer as atividades somente com ela. Faço uma lista de lugares que gostaríamos de ir pra aproveitar bem. Uma dica, nesta semana que estou com ela, esqueço de todos os outros afazeres e viro criança.” Renata, dentista, filha de 6 anos.

“A nova escola do Nicolas (ele está no 1º.ano) não oferece curso de férias, e eu pretendo trabalhar ainda 15 dias em julho. Neste período, aciono meu esquema de férias, que funciona assim: Acordo um pouco mais tarde (ufa!), dou o leite e um beijo no Nicolas, que volta a dormir. Ele fica com a Cida, nossa empregada, no período da manhã, quando ela o leva ao parquinho para encontrar os amigos do condomínio. Como minha mãe é nossa vizinha, ele almoça na casa da avó e passa o restante do dia lá. A tia e priminha moram por perto também, logo aproveitam para dar uma passada e fazem programas bem divertidos!!! Quando chego, no final do dia, ele está feliz e ainda tem pique para brincar, dá para acreditar?” Elke Mittelsdorf, administradora, filho de 5 anos.

“Minha filha fica com a minha mãe. Ela tem 3 anos e até o ano passado eu tentava ficar com ela na praia, uma vez que sou autônoma. Este ano temos planos de viajar 10 dias. Não tenho fórmula, porque tudo depende da minha agenda profissional.”Silvana Maria Rosso, jornalista, filha de 3 anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s