Injusta divisão

[Maggi Krause]

Colaborar e ajudar em casa e com os filhos, tudo bem. Colocar a mão na massa, realmente, é virtude de poucos homens. A rotina da casa ainda sobra demais para a mulher, mesmo depois da entrada com força total no mercado de trabalho.

Segundo a Síntese de Indicadores Sociais do IBGE,que tem como base de dados a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2004.:

  • mulheres que trabalham fora dedicam 4 horas e 24 minutos por dia aos afazeres domésticos
  • homens só gastam 2 horas com essa atividade.
  • 35,4 milhões de mulheres estavam ocupadas, dessas, 32,3, milhões também se dedicavam aos serviços domésticos.
  • 91,3 % das brasileiras que trabalham fora dedicam em média 22hs por semana aos afazeres domésticos. Não é pouco, considerando que a jornada semanal de trabalho costuma ser de 40 horas.

A pesquisa realizada por Cecília Troiano, em 2006, para o livro Vida de Equilibrista, dores e delícias da mãe que trabalha, apurou o seguinte, entre quase 800 respondentes:

Quem faz o quê na rotina dos filhos?

QUEM…

Mãe

Pai

Empregada

Babá

Avós

Acorda

67%

10%

7%

4%

5%

Prepara o café da manhã

48%

12%

23%

5%

9%

Leva para a escola

41%

14%

3%

Condução / rodízio 17%

6%

Busca na escola

36%

13%

3%

Condução / rodízio 18%

8%

Vai às reuniões da escola

75%

6%

3%

Leva para atividades fora da escola

58%

13%

2%

1%

5%

Prepara a lancheira

46%

4%

14%

5%

6%

Prepara o almoço

21%

2%

43%

4%

17%

Prepara o jantar

46%

5%

26%

5%

12%

Almoça junto com a criança

34%

7%

13%

7%

15%

Leva ao médico

91%

4%

3%

Janta junto com a criança

59%

9%

5%

5%

9%

Dá banho

37%

7%

12%

9%

7%

Faz dormir / põe para dormir

71%

12%

1%

2%

2 %

E a autora comentou essa tabela anterior:

Apesar de trabalhar fora, a mãe é soberana em todas as atividades relacionadas aos filhos. A ausência ou pouca divisão de tarefas por parte do pai fica cristalizada. Eles ficam muito atrás das mães em todas as atividades. O pai participativo, do qual tanto se fala, ainda é um sonho das mulheres. Nada na vida real (da média das mulheres) confirma esse empenho dos homens em partilhar com a mãe o dia-a-dia das crianças. Até mesmo durante o jantar, que teoricamente teria a presença de ambos os pais em casa, os pais estão ausentes. Eles jantam com os filhos em 9% das vezes – é a mesma incidência dos avós!

Nas rotinas da casa americana, mulheres trabalham dobrado

Nos Estados Unidos, pouco mudou nos papéis de homens e mulheres. Lá, elas executam pelo menos o dobro do que os homens dentro de casa. E olha que por lá ninguém têm a ajuda de empregadas!

A recente pesquisa nacional da Universidade de Wisconsin (University of Wisconsin’s National Survey of Families and Households), mostra a média de trabalho no lar (cozinhar, limpar, cuidar do jardim e dos reparos da casa) por tipo de casal:

  • mulher (em média) = 31 horas/semana
  • homem (em média) = 14 horas/semana
  • dona de casa = 38 horas/semana
  • marido provedor = 12 horas/semana
  • mulher que trabalha fora = 28 horas/semana
  • homem que trabalha fora = 16 horas/semana

Faz sentido? Pesquisadores americanos descobriram que mesmo que ela trabalhe fora e ele não, a mulher acaba fazendo a maior parte das tarefas da casa.

No cuidado com os filhos, cinco a um

Cuidar das crianças é tarefa quase exclusiva das mulheres americanas. No estudo considerou-se que atender às necessidades físicas de uma criança significa vesti-la, cozinhar para ela, alimentá-la e limpá-la (e não a parte divertida de brincadeiras e histórias para dormir).

  • Dona de casa = 15 horas/semana
  • Pai provedor = 2 horas/semana
  • Mãe que trabalha fora = 11 horas/semana
  • Pai que trabalha fora = 3 horas/semana

O mais assustador é que a proporção de quanto a mulher faz, em relação ao homem, não mudou em 90 anos!

Isso não significa que as mulheres americanas estejam felizes:

  • 58% das mulheres consideram que a divisão de trabalho na família é injusta com elas.
  • 11% dos homens consideram que a divisão de trabalho na família é injusta com eles.

Leia o artigo completo “When Mom and Dad share it all” no New York Times: www.nytimes.com/2008/06/15/magazine/15parenting-t.html?pagewanted=1&_r=2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s