Primeiro dia de mãe

[Verônica Lopez]

Isso mesmo, no dia seguinte ao nascimento de Antônio, Verônica teve a disposição de dar essa entrevista!  Saiba quais suas expectativas e planos para o início da vida de equilibrista.

Você se considera uma profissional dedicada?

Sim, sou dedicada. Estou na área de pesquisa de mercado há dez anos e há um nesta empresa. Trabalhei a gravidez inteira, minha carga horária é bastante puxada e o dia-a-dia é muito intenso. Até gosto quando está pegando fogo. Sou bastante comprometida, se preciso, levo serviço para o final de semana. 

Seu ambiente profissional é favorável para quem tem filhos?

Percebo que minhas colegas com filhos pequenos sofrem bastante, às vezes são 9 ou 10 da noite e elas querem ir para casa ver o filho. O marido acaba tendo que fazer muita coisa pois  elas não estão em casa, precisa pegar criança no berçário, dar banho, comida… Isso gera conflito entre o casal.

Você irá fazer alguma adaptação na volta da licença?

Boa pergunta, vou pensar depois, mas acho que sim. Estou pensando em chegar mais cedo para sair mais cedo. Plano meu, talvez seja uma ilusão.

Porque decidiu ter filhos e quando tomou a decisão?

Sempre quis ter. A decisão de ter agora é a relação estável com meu companheiro (namoro de sete anos e dois morando junto). Chegamos em um ponto em que tínhamos estabilidade suficiente pra ter um filho, um salário legal e, claro, uma vontade irresistível.

Durante a gravidez, quais foram as expectativas e planos para quando o bebê chegasse?

A expectativa continua sendo de uma mudança radical na minha vida, na rotina, nos valores, além da expectativa de amor incondicional. Será também uma mudança total no dia-a-dia por 5 meses (4 de licença + 1 de férias).

Quais as providências tomadas para o pós-parto?

Aumentei o número de vezes da faxineira, mudei de um apartamento para uma casa com mais infra-estrutura. Brinco que virei gente grande para ter esse filho: estamos com um carro cada um e gastando mais dinheiro.

Pretende seguir trabalhando após a licença? Por quê?

Sim. Para mim, deixar de trabalhar seria desistir de muita coisa. Tenho planos e vida acadêmica paralela, quero fazer doutorado e isso depende de juntar uma boa grana no trabalho. São sonhos que não quero abandonar. Também não vou largar meus 10 anos de carreira, vou continuar construindo coisas que ainda quero na carreira e vida acadêmica. 

Quais as expectativas sobre o período de adaptação, com o bebê e depois com o retorno ao trabalho?

Não tive tempo para encanação durante a gravidez, que foi superboa e supersaudável, trabalhei com mais energia. O livro “O que esperar quando se está esperando” me orientou em muitas coisas. Estou pensando de leve sobre o retorno ao batente. Tenho uma idéia muito vaga do que vou fazer para conciliar Antônio e trabalho. Acho que berçário no começo, e vou ter que dar algum jeito, trabalhar menos horas.

Você tem outros modelos a seguir, colegas de trabalho, amigas, mãe ou sogra? Eles influenciam?

Aprendi com minha mãe, que trabalha com processamento de dados, que dá para ter filho e se virar. Ela teve duas filhas, trabalhava e se sustentava sozinha. Sempre nos passou essa idéia de que ter filho combinava com trabalho.

Fale sobre o apoio do seu companheiro.

Acho importantíssimo o apoio dele nesse período de mudanças e daqui pra frente. Confesso que sou bastante centralizadora, tendo a não aceitar ajuda dos outros. Mas no final da gravidez ele ajudou demais e agora, mais do que nunca, ele é imprescindível. Preciso dele de qualquer jeito!

Verônica Lopez é psicóloga, trabalha em um instituto de pesquisa de mercado e é recém-mãe de Antônio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s