Férias em quatro tempos

[Maggi Krause]

Me parece contraditório falar de férias neste período em que as crianças estão de férias e eu não (ainda). Tudo se complica quando você trabalha em casa… elas solicitam você o tempo todo ou resolvem se rebelar porque não querem ir para a casa dos avós e lá se vingam passando grande parte do dia em frente à TV. Resultado: fora alguns bons momentos como levar os meninos à piscina ou ao parquinho, ou receber as primas para brincar em casa, muitos outros acabam em estresse – seja por conta do game, do desenho, daquele brinquedo complicado de montar ou que só pode ser usado na varanda (e está ventando por lá…).  Enquanto você está com eles, não esquece que ainda têm trabalho para entregar. E a produção acaba se transferindo para a noite. Não tem jeito, férias mesmo, só se liberando e fugindo de São Paulo. Amanhã vamos pegar a estrada e, pelo menos, passar o feriado em família.

Fui privilegiada este ano que passou por ter mudado de rumo (vim trabalhar em casa). A falta de holerite me rendeu um janeiro passado em parte na fazenda com os meninos e meus sogros e parte na praia lá no Sul com eles e meus pais (isso vai se repetir agora em 2009). Passar dias e dias de férias com as crianças com certeza é uma delícia, estreita bastante os laços (e cansa bem fisicamente, já que os meus tinham 3 e 5 anos). Janeiro de 2008 também ostentou uma semana memorável da família toda (meu marido, eu e os meninos) em Bombinhas, litoral de Santa Catarina. Como estes momentos são raros, ficam pra sempre na memória!

Mas as férias imbatíveis do ano – meus filhos que me desculpem – foram a dois apenas. Comemoramos nossos 11 anos de casados no norte da Itália e na Provence (foto). Foram quase 20 dias entre maio e junho de pura curtição. Como é bom viajar, conhecer novos lugares (lindos e históricos), e como é bom poder conversar, namorar, caminhar, fotografar… fazer tudo a dois. Como fomos um casal por muito tempo antes de ter filhos, essa saudade do só nós é muito real! E como não somos agarrados, também não sofremos demais por deixar os meninos aos cuidados dos avós (eles ficaram muito, muito bem). 

Bom, 2009 promete mais férias – com as crianças – e essa é a maior vantagem de se trabalhar em casa: poder aproveitar para tirar algumas folgas junto com eles. No final de janeiro, retomo o equilibrismo e em fevereiro já estaremos atualizando o site. Se o seu início de ano estiver mais tranqüilo, não deixe de ler os textos anteriores. Abordamos 16 temas desde abril de 2008! Veja qual combina mais com você e boa leitura.*

Feliz 2009!

*obs, o antigo site Vida de Equilibrista tinha organização por temas. Agora, neste prático blog, vc pode procurar pelas categorias ou pelas tags, de acordo com seu interesse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s